quarta-feira, 3 de agosto de 2011

MORCELA DE ARROZ

A morcela é um dos pratos muito apreciados na gastronomia da Alta Estremadura. Esta pode comer-se como um petisco, com broa de milho e pão de centeio, ou como refeição cozida, frita com cebola ou grelhada guarnecida com verdura e batatas cozidas.

Recordo-me de na minha infância, haver a matança do porco em casa dos meus avós, maternos e paternos, eram dias de muito trabalho mas também de muita festa. Homens e mulheres trabalhavam, contavam histórias, recordavam-se outros tempos já passados. Ouviam-se as crianças a brincar no pátio. Era uma mistura de sons que nos enchiam a alma e o coração. E são esses bons momentos que muitas vezes recordo e ainda sinto como se tivessem sido ontem.
Em homenagem às minhas avós, que foram umas Mulheres com M maiúsculo, deixo-vos aqui a receita da morcela de arroz, que tantas vezes vi as minhas avós fazer: 

INGREDIENTES:

Sangue de um porco
2 Kg de arroz
4 cebolas grandes
1 ramo de salsa grande
Cominhos (em pó), cravinho (em pó) e sal q.b.


PREPARAÇÃO:

Quando da matança do porco, recolhe-se o sangue num alguidar, onde já se deitou um pouco de o vinho, para não coagular. Ao sangue mistura-se  algumas gorduras do porco cortadas aos bocados, as cebolas bem picadinhas, o arroz mal cozido, a salsa picada, o sal, os cominhos e o cravinho. Mexe-se e com ela enchem-se as tripas (que já foram bem lavadas com água e limão e viradas de fora para dentro e bem raspadas, na época das minhas avós eram raspadas com um ramo fino de verga verde). Atam-se com um fio e juntam-se os dois lados. Não encher por completo, (pois durante a cozedura o arroz e o sangue vão aumentar o seu volume), para a morcela não rebentar.
Coloque as morcelas numa panela com água a ferver onde já adicionou uma cebola. Já na panela devem picar-se com um garfo para não rebentarem. Estão cozidas quando da tripa já não sai sangue. Deixe arrefecer e sirva como petisco ou refeição.

MORCELA

5 comentários :

  1. Ai amiga adoro adoro morcela, que delicia ela história adorei...bjokinhass

    ResponderEliminar
  2. um grande VIVA para mulheres fortes e de trabalho.
    Belas recordações que temos das nossas infâncias e que podemos partilhar. Sempre que vamos a casa da minha mãe e sogra tentamlevar as pequenas a ver a fazer os chouriços, as alheiras, ao pastor ver as cabras .... é bom e ficamos com boas recordações é enriquecedor...
    bjs
    Paula

    ResponderEliminar
  3. Olá Zelinha!

    Aqui estou eu retribuindo a visita que você fez ao meu blog. Muito obrigada pelo comentário tão carinhoso.
    Espero vê-la mais vezes por lá!
    Um grande abraço!
    Cintya

    ResponderEliminar
  4. Que maravilha! Adoro morcela de arroz, é dos meus petiscos favoritos. Fico tão alegre por finalmente poder fazer a minha própria morcela em casa graças a esta receita da nossa amiga Zelinha!

    Este fim-de-semana já vou experimentar... Morcela caseirinha é que é bom he he he :)

    ResponderEliminar
  5. Aqui por terras da Dordogne em França, vou tentar encontrar TODOS os engredientes para cozinhar a famosa morcela de arroz tipica da minha terra - Leiria.

    Obrigado pela receita.
    Abilio Damasio

    ResponderEliminar

Obrigado pela vossa visita e pelo comentário.
Um beijinho,
Zélinha