sábado, 24 de janeiro de 2015

PEQUENO ALMOÇO COM LACTICÍNIOS DO PAIVA


O pequeno almoço é a refeição mais importante do dia, que deve ser saudável e equilibrada. Um bom pequeno almoço irá influenciar a boa disposição durante o dia. 
E para a tábua de queijos escolhi queijo Amanteigado Paiva em fatias, Queijo Fresco Três Queijos e Queijo Curado de Ovelha, todos eles dos Lacticínios do Paiva.


O Queijo Amanteigado em formato de fatias é cremoso, macio e é ideal para sandes e tapas.

O Queijo Fresco Três Queijos é muito cremoso, sem olhos disseminados na massa, ligeiramente consistente, obtido por ultra-infiltração do queijo. Muito delicioso.

O Queijo Curado de Cabra, para um paladar mais exigentes e intenso. De pasta semi-dura de cor amarela-claro, de textura consistente e bem ligada, bouquet agradável e sabor acidulado.


Para acompanhar escolhi pão de 7 cereais, uma boa chávena de leite com café e para finalizar um Quivi ou Kiwi.

Uma alimentação saudável, promove saúde e bem-estar.


segunda-feira, 19 de janeiro de 2015

ARROZ COM ERVILHAS, PALITOS MOZZARELLA, MELOA E SEMENTES DE LINHAÇA


Uma sugestão para uma refeição simples, deliciosa e rápida. Optei por confeccionar os Palitos Mozzarella - McCain no forno por ser mais saudável, mas podem também ser fritos.

INGREDIENTES
  • 1 cebola
  • 2 dentes de alho
  • 30 g de azeite
  • 200 g de arroz Agulha Bom Sucesso
  • 1 colher de chá de sal, usei Marnoto
  • 800 g de água
  • 6 dl de água quente (para a preparação tradicional)
  • 1 lata pequena de ervilhas Compal da Horta
  • 1 embalagem de Palitos Mozzarella, McCain
  • Fatias de Meloa
  • Sementes de linhaça dourada

PREPARAÇÃO - Bimby
  1. No copo, coloque a cebola, os alhos, o azeite e pique 5 Seg / Vel 5;
  2. Refogue 5 Min Varoma / Vel 1;
  3. Adicione o arroz, o sal e refogue mais 3 Min / 100 º / colher inversa / Vel colher;
  4. Retire, coloque o arroz no cesto e reserve;
  5. Coloque a água no copo, introduza o cesto com o arroz e programe 20 Min/ 100 º/ Vel 3;
  6. Durante a cozedura mexa uma ou duas vezes com a espátula;
  7. Adicione as ervilhas escorridas e misture bem com a espátula, aguarde uns 2 minutos antes de retirar;
  8. Retire e sirva com os palitos que foram preparados em forno pré-aquecido a 240º C durante 6 a 8 minutos.
PREPARAÇÃO - Tradicional
  1. Num tacho coloque o azeite, a cebola, os alhos e deixe refogar ligeiramente;
  2. Adicione o arroz, envolva e refogue um pouco;
  3. Regue com os 6 dl de água quente;
  4. Tempere de sal e deixe cozinhar em lume brando, com o tacho tapado, durante 12 minutos;
  5. Antes de retirar do tacho, adicione as ervilhas escorridas, envolva e aguarde uns 2 minutos antes de servir.
Optei por servir com fatias de meloa panadas em sementes de linhaça dourada, a frescura da meloa e o crocante das sementes conjugam na perfeição.

Nesta receita utilizei estes excelentes produtos: 




OURIVÁRZEA - Arroz Bom Sucesso


Compal da Horta - Ervilhas







By Necton - Sal Marnoto


McCain - Palitos Mozzarella

sábado, 17 de janeiro de 2015

FILETE DE NEGRÃO EM CAMA DE VERDURA


O peixe que utilizei chama-se Negrão, este foi pescado no mar, pois também existe em água doce. Depois de limpo e colocado uma horas a marinar com sal e sumo de limão faz uns filetes deliciosos. Também podemos confeccioná-lo assado no forno. Essa receita fica para mais tarde.

INGREDIENTES

  • 1 peixe negrão
  • Sumo de um limão
  • Flor de Sal q.b., usei Tavira Sal
  • Pimenta branca, usei Suldouro
  • Farinha de trigo para panar o peixe
  • Batatas q.b.
  • Verdura, usei grelos de couve
  • Óleo de Sésamo Virgem, da Bio Planète



    PREPARAÇÃO
    1. Comece por limpar o peixe de escamas e vísceras, corte em filetes;
    2. Coloque numa taça, tempere com flor de sal, pimenta e o sumo de limão;
    3. Descasque as batatas e coza-as em água temperada com flor de sal;
    4. Escolha a verdura e coza-a também em água temperada com flor de sal;
    5. Passe o peixe pela farinha e frite-o em azeite;
    6. Sirva acompanhado com as batatas, a verdura cozida, regado com Óleo de Sésamo Virgem
    Sugiro que acompanhe com Douro Branco Seco, Quinta do Estanho:




    Produzido a partir das castas Malvazia Fina, Malvazia Grossa, Gouveio e Rabegato, origina um vinho harmonioso de características nobres.

    Um excelente aperitivo, ideal para acompanhar refeições de peixe e marisco.
    Deve ser servido a uma temperatura média entre os 10º / 11º C.






    Nesta receita utilizei estes excelentes produtos:


    sexta-feira, 9 de janeiro de 2015

    BOLINHOS DE ABÓBORA


    INGREDIENTES

    • 250 g de puré de abóbora
    • 350 g de farinha de trigo s/ fermento
    • 1 colher de chá de fermento em pó, usei Vahiné
    • 1 colher de chá de bicarbonato de sódio, usei Margão
    • 2 colheres de chá de canela em pó, usei Margão
    • 1 colher de chá de essência de baunilha, usei Vahiné
    • 1/2 colher de chá de erva doce,usei Margão
    • 1/2 colher de chá de flor de sal, usei Marnoto
    • 125 g de manteiga sem sal, usei Paiva
    • 250 g de açúcar
    • 1 ovo

    Para o glacé:
    • 1 clara de ovo
    • 225 g de açúcar branco
    • 1 colher de chá de sumo de limão
    Para decorar:

    PREPARAÇÃO - Bimby
    1. Coza a abóbora num pouco de água, depois esprema-a bem com a ajuda de um pano branco, para retirar o máximo de água possível;
    2. Coloque no copo a manteiga e o açúcar, programe 2 minutos/ 37º/ Vel. 4;
    3. Adicione a abóbora, o ovo, a baunilha, o sal e programe 30 Seg/ Vel. 4;
    4. Junte a farinha, o fermento, o bicarbonato de sódio, a canela, a erva doce e programe 5 Minutos/ Velocidade espiga;
    5. Com a ajuda de uma colher, disponha montinhos de massa num tabuleiro forrado com papel vegetal e leve ao forno pré-aquecido a 180º C, durante 15 minutos;
    6. Depois de frios aplique o glacé sobre os bolinhos, veja a receita aqui

    Nesta receita utilizei estes excelentes produtos:


    sábado, 27 de dezembro de 2014

    BACALHAU NO FORNO

    Esta receita é uma boa opção para as sobras de bacalhau cozido, resulta muito bem.



    INGREDIENTES - 4 pessoas

    • 800 g de batatas
    • 2 postas de bacalhau cozido, usei Bacalhau Dias
    • 2 cebolas
    • 2 dentes de alho
    • 1 dl de azeite
    • 2,5 dl de natas
    • Sal q.b.
    • Pimenta e noz-moscada q.b., usei Margão
    • Folhas de grelos, para cozer

    PREPARAÇÃO
    1. Descasque e coza as batatas cortadas em cubos em água temperada com sal, não as coza muito para não se desfazerem;
    2. Escolha os grelos e coza-os em água temperada com sal;
    3. Desfie o bacalhau e limpe-o de espinhas e pele;
    4. Num tacho coloque o azeite, as cebolas e os alhos, picados, envolva e quando a cebola estiver translúcida junte as batatas, o bacalhau às lascas e as natas;
    5. Tempere com pimenta e noz moscada;
    6. Coloque a verdura escorrida no fundo de um tabuleiro;
    7. Em cima coloque a mistura anterior e leve ao forno a 200º C durante aproximadamente 25 minutos.
    Bom Apetite!


    domingo, 14 de dezembro de 2014

    TARTE INVERTIDA DE MAÇÃ

    Esta é uma tarte que se faz num abrir e fechar de olhos. Os ingredientes são colocados em camadas e o resto acontece como por magia já dentro do forno.



    INGREDIENTES

    • 6 maçãs (descascadas e cortadas em gomos finos)
    • 6 ovos batidos
    • 2 chávenas de farinha com fermento, usei Branca de Neve
    • 1 chávena de açúcar
    • 200 g de margarina derretida, usei Vaqueiro
    • Pó de canela (se gostar)
    • 100 g de passas de uva (se desejar)
    • 1 Forma de tarte em silicone

    PREPARAÇÃO
    1. Coloque as fatias de maçã no fundo da forma, polvilhe com canela e disponha as passas de uva por cima;
    2. Misture o açúcar com a farinha e coloque na forma;
    3. Por cima coloque os ovos batidos;
    4. E finalmente adicione a manteiga derretida;
    5. Leve ao forno à temperatura de 190º C cerca de 30 a 40 minutos;
    6. Se começar a queimar coloque uma folha de alumínio por cima;
    7. Antes de retirar faça o teste do palito;
    8. Deixe arrefecer e desenforme, ficando o fundo da tarte para cima.


    domingo, 7 de dezembro de 2014

    LACTICÍNIOS DO PAIVA - Parceria



    É com muito orgulho que recebo Lacticínios do Paiva no meu blog, uma empresa agro-alimentar portuguesa especializada em lacticínios e seus derivados, de referência a nível nacional e internacional.

    Fundada no inicio dos anos 30 através da fusão de duas pequenas empresas, a Lacticínios de Lamego, Lda e Lacticínios da Beira, Lda e cujo propósito é produzir e comercializar lacticínios, nos mercados nacional e internacional, através das suas marcas, valorizando a produção dos lacticínios nacionais.
    Desde então que esta actividade está presente de forma ininterrupto, aliando os métodos e receitas tradicionais de produção às novas exigências e tendências de mercado.

    Para além de uma experiência inestimável, a Lacticínios do Paiva acumula toda uma tradição e saber-fazer com padrões de excelência em termos de qualidade, que lhe permite continuar a assegurar a satisfação e superação contínua das expectativas dos seus clientes.

    Para tal, nos últimos anos, a Empresa tem procedido a grandes e contínuos investimentos, na aquisição e modernização de todos os seus equipamento tecnológicos, bem como, nas estruturas necessárias para a realização dos processos associados ao Sistema de Gestão de Segurança Alimentar implementado e, o consequentemente recrutamento de recursos humanos especializados.

    A forte ligação à região onde se insere potencia o desenvolvimento da mesma, das suas pessoas e dos seus recursos. Desta forma, a Lacticínios do Paiva, S.A é hoje um importante pólo de dinamização sócio-económica de toda a região Duriense e Transmontana.

    A Lacticínios do Paiva, tem o seu Sistema de Gestão da Segurança Alimentar de acordo com a norma ISO 22000:2005.
    Esta certificação garante aos consumidores uma segurança acrescida em todos os produtos, já que abrange as áreas da recolha e recepção de leite, bem como o fabrico, fatiagem e entrega ao cliente de queijos frescos, requeijão e curados.


    Na sua vasta gama de queijos, estes são alguns que podemos encontrar:

    Queijos tradicionais

    Queijos curados de Vaca, Cabra, Ovelha e Mistura elaborados apenas com os melhores leites seleccionados dos nobres pastos de Trás-os-Montes e Alto Douro, bem ao gosto do consumidor geral.





    Queijo amanteigado: Queijo curado de vaca com características verdadeiramente únicas, pasta amanteigada bem ligada e cremosa, deformável ao corte, cor amarelo palha claro,  apresenta um bouquet suave, limpo e bastante aromático.









    Queijo de ovelha amanteigado Dona Ermelinda: Queijo curado de Ovelha, obtido por esgotamento lento da coalhada após a coagulação do leite de ovelha cru  pelo cardo (Cynara Cardunculus), de fabricação artesanal. Apresenta uma pasta amanteigada, bem ligada, cremosa e untuosa de cor amarelo palha claro uniforme. 
    Produzido a partir do mais puro leite das serranias da Arrábida, na nova unidade de Algeruz, Palmela.






    Queijo flamengo bola: Queijo de vaca curado de pasta amarela clara, textura semi-dura bem ligada com um bouquet requintado e sabor muito agradável.
    De formato esférico, encontra-se disponível nos formatos inteiro, metades e quartos.








    Queijos frescos

    Queijos cremosos, sem olhos disseminados na massa, ligeiramente consistente, obtido por ultra-filtração do leite. Tecnologia pioneira e única em Portugal que permite manter as características organolépticas e nutritivas do queijo fresco bem como um maior prazo de validade, o que torna a sua distribuição mais abrangente, permitindo-nos estar cada vez mais próximos das exigências dos consumidores.



     Queijo fresco sem lactose: 

    Queijo Fresco Meio-Gordo elaborado a partir de leite de vaca parcialmente desnatado, desenvolvido especifi-camente para os consumidores intolerantes à lactose. Ligeiramente consistente, obtido por ultra-filtração do leite. mantém todas as propriedades nutricionais, não possuindo lactose, eliminando o risco de má digestão.









    Queijo fresco sem lactose


    Pioneira em Portugal no desenvolvimento de queijos de baixo teor de gordura e em resposta às necessidades de uma dieta saudável e equilibrada, são a garantia de que saúde e sabor podem ser encontrados no mesmo produto. Consciente de que as necessidades alimentares são diferentes, de acordo com idades e estilos de vida, esta gama oferece-lhe queijos igualmente saborosos, com características específicas.
    Uma alimentação saudável promove saúde e bem-estar.



    Queijo fatiado sem lactose: Queijo curado de vaca Meio-Gordo elaborado a partir de leite parcialmente desnatado, desenvolvido especificamente para os consumidores intolerantes à lactose. 
    Paiva apresenta assim um queijo fatiado cremoso que mantém todas as propriedades nutricionais, só que não tem lactose, eliminando assim o risco de má digestão. Indicado para adultos e crianças.

    Queijos Gourmet

    O gosto PAIVA gourmet. A possibilidade de descobrir paladares elegantes, transmitindo aos que o rodeiam o seu inefável instinto pela sofisticação. A Lacticínios do Paiva apresenta-nos uma linha de queijos inovadores para momentos de requinte e prazer, elaborados para paladares mais exigentes e selectivos.
    Partilhe de uma filosofia intimista, de bem-estar, de saber viver. 




    Queijo de Azeitão D.O.P. DIVINUS: O Queijo de Azeitão Divinus D.O.P. é produzido a partir de leite de ovelha cru, ao qual apenas se junta cardo e sal. 


    As suas características organolépticas muito particulares e apreciadas, estão intimamente ligadas à flora das pastagens da Serra da Arrábida e à utilização de uma variedade de flor de cardo, espontânea no sul do país (Cynara Cardunculus L.), para a coagulação do leite.

    Possui uma pasta amarelada, amanteigada, untuosa, com poucos ou nenhuns olhos e textura fechada, com zona de corte facilmente deformável. O aroma e sabor são característicos, limpos e inconfundíveis. São definidos como um misto de ácido e salgado, com a presença, quase imperceptível, de amargo e picante, o que torna o sabor verdadeiramente peculiar. Produzido na nova unidade de produção de Algeruz, Palmela.

    A sua maturação opera-se num mínimo de 20 dias.


    Nova Manteiga Paiva produzida de forma tradicional e pura (sem corantes nem conservantes), com natas do nosso melhor leite transmontano, simplesmente batidas e .... nada mais. Irresistível! 
               







    Manteiga Paiva sem sal















    Manteiga Paiva com sal










    Uma vez mais quero agradecer à Lacticínios do Paiva, SA pela simpatia e pelos excelentes produtos que me enviaram.
    Em breve irei partilhar convosco as receitas com estes produtos de excelência.

    Fotos gentilmente cedidas por Lacticínios do Paiva, SA
    Informação recolhida da página de Lacticínios do Paiva, SA